Publicado às 08:53 de 21/02/19

10/08/2018

Jornal: Fifa diz que Palmeiras pode ser rebaixado para a Série B por causa de ex-presidente da CBF



O Palmeiras tem sido o principal clube brasileiro nas últimas temporadas, isso porque em quatro anos conquistou três títulos nacionais, inclusive, o Campeonato Brasileiro da temporada passada. Falando assim é difícil imaginar o clube brigando contra o rebaixamento, como fez, por exemplo, em 2014 – ano de seu centenário – até a última rodada do Brasileirão. De acordo com a Fifa, porém, a equipe pode ser rebaixada por outro motivo. A informação é do jornal “O Estado de S.Paulo”.

Segundo a publicação, o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro pode acontecer porque o clube manteve o ex-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, como integrante do Conselho Deliberativo mesmo depois de a Fifa, entidade máxima do futebol, determinar o banimento do ex-dirigente de qualquer atividade relacionada ao futebol por ele ter sido considerado culpado das acusações, entre outras coisas, de suborno e corrupção. O ex-cartola, por sua vez, afirma ser inocente.

De acordo com o jornal, a Fifa informou por meio de seu porta-voz que “o clube está sujeito às sanções previstas no artigo 64 do seu Código Disciplinar”, que foi atualizado em 2017 justamente após o escândalo de corrupção.

O regulamento da Fifa diz que em situações como essa, o clube “será avisado e notificado que, no caso de inadimplência ou não cumprimento de uma decisão dentro do prazo estipulado, pontos serão deduzidos ou será ordenado o rebaixamento para uma divisão inferior”. Além da queda para a Série B, o clube pode ficar impedido de realizar transferências de jogadores.

Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, explicou ao jornal que Del Nero se afastou do clube após a punição da Fifa. “Ele nos entregou um pedido de licença. Enquanto o caso com a Fifa ainda estiver com a possibilidade de recursos, iremos aguardar”, afirmou o dirigente.

O jornal destaca que, desde a punição, Del Nero não tem frequentado as reuniões do Conselho Deliberativo do Palmeiras, além disso, já existe no clube, desde o ano passado, uma movimentação protocolada por 18 conselheiros para que o ex-dirigente da CBF seja expulso do órgão. O clube, porém, “avaliou a situação e considera estar seguro contra qualquer punição”.

0 Comentários

Adicione um comentário

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


web rádio impacto futebol clube clube

feliz pascoa a todos

Peça Sua Música


Anunciantes