Data de publicação: 31 de Julho de 2019, 10:07h

10/08/2018

LIBERTADORES: Palmeiras goleia no segundo tempo e garante vaga nas quartas

No outro jogo envolvendo time brasileiro, Cruzeiro é eliminado pelo River Plate nos pênaltis

Noite de compromissos internacionais. Nesta terça-feira (30), três times brasileiros entraram em campo pela Libertadores e Sul-Americana para definir se davam adeus ou se continuavam sonhando com a glória.

E o Palmeiras tratou de confirmar a classificação com uma goleada. Depois de empatar na Argentina em dois a dois com o Godoy Cruz, o Verdão não economizou para fazer a festa da torcida e espantar as críticas ao desempenho do time após o retorno da Copa América.

Só que a rede só foi balançar na segunda etapa. Aos 12 minutos, o juiz marcou pênalti, com auxílio do árbitro de vídeo. Raphael Veiga bateu e abriu o placar. Aos 28, Weverton deu um chutão para o ataque, o goleiro do Godoy Cruz se atrapalhou e bateu cabeça com a zaga. Borja aproveitou o vacilo e ampliou.

Com o time visitante no prejuízo e precisando fazer gols, o Verdão ficou a vontade em campo. Scarpa fez o terceiro após passe de Dudu. A equipe argentina ainda viu Manzur ser ser expulso. Dudu, em contra-ataque rápido, fechou a conta. Palmeiras quatro, Godoy Cruz zero. Classificado, o Verdão aguarda o vencedor do confronto entre Grêmio e Libertad.

Quem não teve uma noite agradável foi a torcida do Cruzeiro. A equipe mineira recebeu o River Plate no Mineirão e, mais uma vez, não saiu do zero a zero contra o rival argentino durante 90 minutos. A disputa foi para os pênaltis e quem brilhou foi o goleiro Armani, que defendeu as cobranças de Henrique e David. O River, por sua vez, não desperdiçou nenhuma cobrança e passou para as quartas de final. O Cruzeiro deu adeus ao sonho do tri da Liberta. O River segue na competição e enfrenta na próxima fase San Lorenzo ou Cerro Porteño.

Na Sul-Americana, teve brasileiro ganhando com autoridade. O Fluminense tinha a vantagem contra o Peñarol depois de ter vencido o jogo de ida, no Uruguai, por dois a um. E quem achou que o Tricolor das Laranjeiras ia se acomodar com o placar errou feio. A equipe de Fernando Diniz foi para cima, apoiada pela torcida que compareceu em ótimo número, e tratou de fazer três gols. O jovem atacante Marcos Paulo, que fez dois, e Yoni Gonzáles fizeram a festa dos mais de 35 mil tricolores que foram ao Maraca. Viatri descontou para a equipe uruguaia, mas foi só. Fluminense classificado três, Peñarol um.

E nesta quarta-feira (31), tem mais mata-mata.

Às sete e quinze da noite, o Internacional entra em campo pela Libertadores, no Beira-Rio, no jogo da volta contra o Nacional, do Uruguai. Na ida, Guerrero fez um gol no último lance e garantiu a vitória colorada. Por isso, o time gaúcho tem a vantagem do empate.

Mais tarde, às nove e meia, duas equipes brasileiras vão ter que correr atrás do prejuízo. Quem está em situação complicada é o Flamengo, que enfrenta o Emelec, do Equador, no Maracanã. O Rubro-Negro precisa fazer três gols de diferença para reverter a derrota de dois a zero. Arrascaeta e Éverton Ribeiro foram relacionados e podem entrar em campo. Todos os ingressos para o jogo foram vendidos.

Outro que vai ter que suar muito é o Athletico Paranaense. O Furacão terá a dura tarefa de vencer, por dois gols de diferença, o Boca Juniors em plena La Bombonera. Difícil, mas não impossível.

Na Sul-Americana, Atlético Mineiro e Botafogo se enfrentam por uma vaga na próxima fase. O Galo derrotou o Fogão no jogo de ida por um a zero, e tem a vantagem do empate.

Reportagem, Raphael Costa

Noite de compromissos internacionais. Nesta terça-feira (30), três times brasileiros entraram em campo pela Libertadores e Sul-Americana para definir se davam adeus ou se continuavam sonhando com a glória.

E o Palmeiras tratou de confirmar a classificação com uma goleada. Depois de empatar na Argentina em dois a dois com o Godoy Cruz, o Verdão não economizou para fazer a festa da torcida e espantar as críticas ao desempenho do time após o retorno da Copa América.

Só que a rede só foi balançar na segunda etapa. Aos 12 minutos, o juiz marcou pênalti, com auxílio do árbitro de vídeo. Raphael Veiga bateu e abriu o placar. Aos 28, Weverton deu um chutão para o ataque, o goleiro do Godoy Cruz se atrapalhou e bateu cabeça com a zaga. Borja aproveitou o vacilo e ampliou.

Com o time visitante no prejuízo e precisando fazer gols, o Verdão ficou a vontade em campo. Scarpa fez o terceiro após passe de Dudu. A equipe argentina ainda viu Manzur ser ser expulso. Dudu, em contra-ataque rápido, fechou a conta. Palmeiras quatro, Godoy Cruz zero. Classificado, o Verdão aguarda o vencedor do confronto entre Grêmio e Libertad.

Quem não teve uma noite agradável foi a torcida do Cruzeiro. A equipe mineira recebeu o River Plate no Mineirão e, mais uma vez, não saiu do zero a zero contra o rival argentino durante 90 minutos. A disputa foi para os pênaltis e quem brilhou foi o goleiro Armani, que defendeu as cobranças de Henrique e David. O River, por sua vez, não desperdiçou nenhuma cobrança e passou para as quartas de final. O Cruzeiro deu adeus ao sonho do tri da Liberta. O River segue na competição e enfrenta na próxima fase San Lorenzo ou Cerro Porteño.

Na Sul-Americana, teve brasileiro ganhando com autoridade. O Fluminense tinha a vantagem contra o Peñarol depois de ter vencido o jogo de ida, no Uruguai, por dois a um. E quem achou que o Tricolor das Laranjeiras ia se acomodar com o placar errou feio. A equipe de Fernando Diniz foi para cima, apoiada pela torcida que compareceu em ótimo número, e tratou de fazer três gols. O jovem atacante Marcos Paulo, que fez dois, e Yoni Gonzáles fizeram a festa dos mais de 35 mil tricolores que foram ao Maraca. Viatri descontou para a equipe uruguaia, mas foi só. Fluminense classificado três, Peñarol um.

E nesta quarta-feira (31), tem mais mata-mata.

Às sete e quinze da noite, o Internacional entra em campo pela Libertadores, no Beira-Rio, no jogo da volta contra o Nacional, do Uruguai. Na ida, Guerrero fez um gol no último lance e garantiu a vitória colorada. Por isso, o time gaúcho tem a vantagem do empate.

Mais tarde, às nove e meia, duas equipes brasileiras vão ter que correr atrás do prejuízo. Quem está em situação complicada é o Flamengo, que enfrenta o Emelec, do Equador, no Maracanã. O Rubro-Negro precisa fazer três gols de diferença para reverter a derrota de dois a zero. Arrascaeta e Éverton Ribeiro foram relacionados e podem entrar em campo. Todos os ingressos para o jogo foram vendidos.

Outro que vai ter que suar muito é o Athletico Paranaense. O Furacão terá a dura tarefa de vencer, por dois gols de diferença, o Boca Juniors em plena La Bombonera. Difícil, mas não impossível.

Na Sul-Americana, Atlético Mineiro e Botafogo se enfrentam por uma vaga na próxima fase. O Galo derrotou o Fogão no jogo de ida por um a zero, e tem a vantagem do empate. 

Data de publicação: 30 de Julho de 2019, 09:52h

10/08/2018

LIBERTADORES: Cruzeiro e Palmeiras decidem suas vagas em casa

Depois de vencer no Uruguai, Flu recebe Peñarol no Maraca pela Sul-Americana

Muita emoção na noite desta terça (30), e sabe qual o motivo? É noite de Libertadores e Sul-Americana, é claro. Três times brasileiros decidem suas classificações pelas oitavas de final nas duas competições continentais.

O primeiro deles é o Cruzeiro. A equipe de Mano Menezes joga no Mineirão contra o atual campeão, os argentinos do River Plate. No primeiro jogo as duas equipes não saíram do zero a zero. Um empate com gols dá a classificação para a equipe argentina. Somente a vitória coloca o time mineiro na próxima fase. A equipe celeste entra em campo para encarar o River Plate às sete e quinze da noite, horário de Brasília.

Mais tarde, outro que decide sua vaga na Libertadores em casa é o Palmeiras, em outro duelo entre Brasil e Argentina. O adversário do Verdão será o menos badalado, Godoy Cruz. Os comandados de Felipão tem a vantagem do empate sem gols, devido ao jogo ida que terminou em dois a dois. Em caso de um a um, o Verdão também avança para a próxima fase. Aos visitantes, só a vitória dá a classificação.

Na Sul-Americana quem representa nosso país é o Fluminense, que joga no Maracanã contra o Peñarol, depois de ter derrotado o time uruguaio por dois a um na partida de ida. A vantagem conquistada no primeiro jogo permite que o Tricolor perca por até um a zero, que mesmo assim, passa de fase.
Tanto Palmeiras quanto Fluminense jogam ás nove e meia da noite, horário de Brasília.

Na noite desta segunda, um jogo fechou a 12ª rodada do Brasileirão. No estádio Rei Pelé, CSA e Grêmio ficaram no zero a zero. O Tricolor Gaúcho é o 11º na classificação, enquanto o CSA é o penúltimo colocado, em 19º. 

Data de publicação: 31 de Julho de 2019, 14:21h

10/08/2018

Sem Neymar, Fifa divulga nomes que concorrem ao prêmio de melhor jogador do mundo.

Croata Luka Modric, que ganhou a Bola de Ouro na última temporada, não ficou nem entre os 10 finalistas

A Fifa divulgou nesta quarta-feira (31) os candidatos ao prêmio de melhor jogador da temporada 2018/2019. O atual vencedor do prêmio, o meia croata do Real Madrid, Luka Modric, não está entre os 10 finalistas. Assim como Neymar, fora pelo segundo ano seguido. Favoritos a levarem o prêmio desta edição, foram selecionados pela entidade o português Cristiano Ronaldo, o argentino Lionel Messi e o jovem atacante francês Kylian Mbappé. Salah, Mané e Van Dijk, todos jogadores do Liverpool, correm por fora.

Também foram divulgados os concorrentes ao prêmio de melhor técnico, incluindo Tite, da Seleção Brasileira. Ele concorre ao lado de nomes como o de Jurgen Klopp, do Liverpool, Ricardo Gareca, do Peru, e Pep Guardiola, do Manchester City,

Os nome são escolhidos através de uma análise de desempenho entre julho de 2018 e julho deste ano. Além da votação aberta ao público no site da Fifa, treinadores e capitães das seleções têm direito a voto, assim como um jornalista de cada país filiado a federação internacional. Atletas e treinadores de seleções podem votar em conterrâneos, mas não neles próprios.

Os nome são escolhidos através de uma análise de desempenho entre julho de 2018 e julho deste ano. Além da votação aberta ao público no site da Fifa, treinadores e capitães das seleções têm direito a voto, assim como um jornalista de cada país filiado a federação internacional. Atletas e treinadores de seleções podem votar em conterrâneos, mas não neles próprios.

Os três mais votados serão anunciados no dia 23 de setembro, em cerimônia que ocorrerá em Milão, na Itália.

Lista de jogadores indicados ao prêmio de melhor do mundo:
Cristiano Ronaldo (Portugal)
Frenkie De Jong (Holanda)
Matthijs de Ligt (Holanda)
Eden Hazard (Bélgica)
Harry Kane (Inglaterra)
Sadio Mané (Senegal)
Kylian Mbappé (França)
Lionel Messi (Argentina)
Mohamed Salah (Egito)
Virgil van Dijk (Holanda)

Indicados a melhor treinador do mundo:
Djamel Belmadi (técnico da Argélia)
Didier Deschamps (técnico da França)
Marcelo Gallardo (técnico do River Plate)
Ricardo Gareca (técnico do Peru)
Pep Guardiola (técnico do Manchester City)
Jurgen Klopp (técnico do Liverpool)
Mauricio Pochettino (técnico do Tottenham)
Fernando Santos (técnico de Portugal)
Erik ten Hag (técnico do Ajax)
Tite (técnico da seleção brasileira)

Data de publicação: 26 de Julho de 2019, 18:12h

10/08/2018

BRASILEIRÃO: Palmeiras tenta se distanciar na ponta da tabela e se apega a “freguesia” diante do Vasco

Líder do campeonato, Verdão não perde para o Gigante da Colina desde novembro de 2015

A briga pela ponta da tabela movimenta a 12ª rodada do Brasileirão. Neste fim de semana, nove jogos acontecem em todo o país.

Depois de três jogos fora de casa sem vitória, o líder Palmeiras reencontra sua torcida no Allianz Parque, onde recebe o Vasco, neste sábado (27), às cinco da tarde. O Verdão tenta embalar novamente e reconquistar a confiança, já que na última rodada perdeu a invencibilidade de mais de 30 jogos no torneio nacional. Já o Gigante da Colina quer se afastar ainda mais da zona de rebaixamento, mas, para isso, terá que quebrar um tabu: não vence o Palmeiras desde novembro de 2015.

O Internacional, sexto na tabela, mede forças diante do Ceará, no Beira-Rio. O time gaúcho deve entrar em campo com um time alternativo, pois na próxima quarta (31) tem duelo decisivo pela Libertadores. Quem não tem nada a ver com isso e quer aprontar mais uma é o Vozão, que ocupa o 13º lugar e chega cheio de moral a Porto Alegre após derrotar o último invicto da competição.

Apesar de estar na semifinal da Copa do Brasil e ter ido bem no duelo de ida das oitavas da Libertadores, o torcedor do Cruzeiro cobra atuações mais consistentes no Brasileirão. Sem vencer há cinco rodadas, o time celeste joga no Mineirão contra o Athletico Paranaense. Provavelmente, as duas equipes devem utilizar reservas por conta dos compromissos no meio de semana pela Libertadores. A Raposa está na 16ª posição, enquanto o Furacão é o sétimo colocado.

No duelo Rio-São Paulo da rodada, um clássico de tricolores no Maraca. Fluminense e São Paulo se enfrentam em situações bem diferentes. Os cariocas vêm de derrota no clássico diante do Vasco na última rodada, resultado que colocou o time na zona do rebaixamento, na 17ª posição. Já os paulistas enfim desencantaram ao golear a Chape, no Morumbi. O triunfo levou o time ao quinto lugar, o que faz a torcida sonhar com título brasileiro depois de 11 anos.

Chapecoense e Bahia abrem o domingo (28), no jogo das onze da manhã, na Arena Condá. O Verdão do Oeste está na antepenúltima posição, na zona da degola, e tenta usar o fator casa para voltar a vencer. Querendo se aproximar do pelotão de cima, Tricolor de Aço, 12º colocado, busca a primeira vitória fora de casa neste Brasileirão.

Empatado em número de pontos com o Palmeiras na liderança, o Santos recebe o lanterna Avaí, na Vila Belmiro. Os comandados de Jorge Sampaoli conquistaram quatro vitórias consecutivas nas últimas rodadas, três delas fora de casa. Do outro lado, o time catarinense, de pior campanha do campeonato, é o único que ainda não venceu uma partida sequer.

Domingo também é dia de clássico carioca. Passando por um momento conturbado na temporada, o Flamengo recebe o Botafogo, no Maracanã. Mesmo ocupando o terceiro lugar no Brasileirão, os torcedores estão na bronca com a eliminação na Copa do Brasil e pela derrota considerada vergonhosa na Libertadores. Somado aos maus resultados, o técnico português Jorge Jesus terá que fazer milagre para montar a equipe. Isso porque Diego sofreu fratura no tornozelo, passou por cirurgia e deve desfalcar a equipe por, ao menos, quatro meses. Além do camisa 10, Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Vitinho também têm problemas físicos e são desfalques certos diante do rival. Berrío, expulso na última rodada, também não joga. Do outro lado, o Fogão quer retomar o caminho das vitórias e subir na tabela. A sequência de duas derrotas e um empate nas últimas partidas fez o Alvinegro cair para o oitavo lugar.

O Fortaleza, 14º colocado, pega o Corinthians, na décima posição, no Castelão. Fechando a rodada do fim de semana, o Goiás, em nono na classificação, duela contra o Atlético Mineiro, quarto colocado.

Data de publicação: 26 de Julho de 2019, 10:03h

10/08/2018

LIBERTADORES: Com um a menos, Grêmio bate Libertad e fica perto das quartas de final

Pela Sul-Americana, Corinthians bate time uruguaio por dois a zero e abre boa vantagem

Noite inspirada dos brasileiros nas competições continentais. Nesta quinta, duas partidas pela Libertadores e pela Sul-Americana fecharam os jogos de ida das oitavas de final.

No melhor estilo copeiro, o Grêmio mostrou para o Libertad que não tem três títulos da competição mais desejada da América do Sul à toa. Jogando em casa, o Tricolor Imortal jogou com toda dedicação contra a equipe paraguaia para vencer por dois a zero. E não foi nada fácil, já que a equipe gaúcha ficou um a menos logo aos quatro da segunda etapa, após o zagueiro Geromel dar um pisão no adversário. O arbitro de vídeo entrou em ação e mandou o defensor mais cedo para o chuveiro.

Com um a menos e com o placar zerado, o Tricolor precisou de estratégia e inteligência. Aos 25, Alisson bateu escanteio, Kannemann desviou e Diego Tardelli fez de voleio para abrir o placar. Dez minutos depois, também na bola parada, David Braz marcou de cabeça e garantiu a vitória. O resultado dá ao Grêmio a vantagem de poder perder por um gol de diferença na partida de volta, marcada para a próxima quinta-feira, primeiro de agosto.

Quem também mandou bem jogando em casa, mas pela Sul-Americana, foi o Corinthians. O Timão fez o jogo de ida contra o Montevideo Wanderers, do Uruguai. Apesar da desconfiança da torcida por conta de alguns jogos com desempenho aquém do esperado, a equipe de Fabio Carille apresentou melhora e derrotou a equipe visitante por dois a zero. Clayson e Pedrinho marcaram os gols da vitória. O Timão pode perder o jogo de volta por até um gol de diferença que, ainda assim, garante a classificação.

Data de publicação: 25 de Julho de 2019, 10:10h

10/08/2018

Inter vence fora de casa; Mengão e Furacão perdem e se complicam na Libertadores

Pela Sulamericana, o Atlético Mineiro venceu o Botafogo, fora de casa

O Inter foi o único time brasileiro que fez bonito na Libertadores nesta quarta-feira. O Colorado venceu o Nacional, do Uruguai, fora de casa, por um a zero, com gol de Paolo Guerrero, nos acréscimos. Agora, os gaúchos têm a vantagem do empate na próxima quarta, quando recebem os uruguaios no Beira-Rio.

Em mais um capítulo do vale a pena ver de novo, o Flamengo se complicou na Libertadores. No Equador, o Rubro-Negro perdeu por dois a zero para o Emelec, gols de Godoy e Caicedo. Além da derrota, o Fla teve outra baixa importante. O meia Diego teve uma fratura na partida, após sofrer carrinho violento, e vai precisar passar por cirurgia. Agora, o Mengão tem a difícil missão de vencer na próxima semana, no Maracanã, por três gols de diferença se quiser ficar com a vaga. Novo placar por dois a zero a favor dos cariocas leva a disputa para os pênaltis.

Na Arena da Baixada, o Athletico sentiu o drama de encarar o Boca na Libertadores. Os argentinos levaram a melhor por um a zero. Marco Rubén ainda teve a chance de empatar a partida, mas desperdiçou cobrança de pênalti no último lance do jogo. Resta ao Furacão encarar a temida La Bombonera e tentar reverter o prejuízo na próxima semana.

Pela Sul-Americana, o Botafogo enfrentou o Atlético Mineiro, no Nilton Santos. O Galo venceu por um a zero, com gol de Vinícius, e deu passo importante rumo à classificação. Em BH, na próxima quarta, um empate dá a vaga ao time mineiro.

E nesta quinta (25) tem mais time brasileiro em campo por competições continentais. Pela Libertadores, o Grêmio encara o Libertad, na Arena, às nove e meia da noite, horário de Brasília. Pela Sul-Americana, o Corinthians enfrenta o Montevideo Wanderers, em São Paulo, no mesmo horário.

Data de publicação: 24 de Julho de 2019, 10:53h

10/08/2018

LIBERTADORES: Palmeiras sai atrás, mas busca empate contra Godoy Cruz

Verdão chegou a estar perdendo por dois a zero; Borja marcou o gol de empate no segundo tempo

Na noite desta terça-feira, pelas oitavas de final da Libertadores, o Palmeiras sofreu, mas arrancou o empate diante do Godoy Cruz. Sem medo do Verdão, a equipe argentina foi para cima e logo aos cinco minutos furou a forte defesa palmeirense. Santiago García aproveitou vacilo e abriu o placar. E não demorou muito para o segundo vir. Aos 28, Santiago García fez mais um para o Godoy Cruz, após troca de passes com Bullaude. Cinco minutos depois, Felipe Melo descontou de cabeça após bola cruzada por Marcos Rocha. O problema é que Gustavo Gómez cometeu pênalti infantil em Santiago García quase que no lance seguinte ao gol palestrino. O atacante poderia ter sido nome da partida, mas bateu mal o pênalti e Weverton defendeu.

Depois do intervalo, o Verdão foi mais incisivo no ataque e acertou a marcação no meio-campo. Aos 13, o zagueiro Luan acertou belo passe para Broja, que se livrou da marcação e empatou. E assim terminou o jogo, Godoy Cruz dois, Palmeiras dois. Na partida de volta, o time paulista tem a vantagem do empate por zero a zero ou um a um por conta do gol fora de casa. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima terça, dia 30, no Allianz Parque.

Outro brasileiro que foi até a Argentina e passou um sufoco foi o Cruzeiro. A equipe mineira jogou contra o River Plate, atual campeão da Liberta, no Monumental de Nuñez, e conseguiu segurar o empate por zero a zero. Apesar de não ter bola na rede, sobrou emoção no jogo. Depois do River dominar o primeiro tempo, Marquinhos Gabriel até fez um gol para a Raposa na segunda etapa, mas a arbitragem anulou o gol por impedimento. No último lance da partida, Henrique puxou a camisa e fez pênalti em Lucas Pratto. Suárez bateu, mas isolou. Final, River Plate zero, Cruzeiro zero. Os dois times também farão o jogo de volta na próxima terça, no Mineirão. Quem vencer, avança às quartas de final.

Único mandante que venceu o jogo de ida na noite desta terça, a LDU bateu Olímpia por três a um. A vitória permite ao time equatoriano perder até por um por um gol de diferença no joga da volta.

A bola também rolou pela Sul-Americana, e o Fluminense se deu bem. Se a fase não é das melhores no Brasileirão, o Tricolor das Laranjeiras tratou de encaminhar a classificação nas oitavas do torneio continental, e venceu o Peñarol, fora de casa, por dois a um. Yoni Gonzáles marcou os dois gols do time carioca, enquanto Gastón Rodríguez descontou para os uruguaios.

Nesta quarta-feira (24), tem mais emoção e partidas envolvendo times brasileiros em compromissos internacionais.

Na Libertadores, o Flamengo vai até o Equador enfrentar o Emelec. Essa será a primeira partida do técnico Jorge Jesus na competição. E o português não terá peças importantes como Éverton Ribeiro, Arrascaeta e Vitinho, todos machucados. A esperança recai sobre Gabigol, que já marcou 19 gols na temporada.

Quem também vai jogar fora de casa na noite desta quarta é o Internacional, que terá que medir forças contra o Nacional, do Uruguai.

Em boa fase, o Athletico Paranaense jogará em casa contra um visitante que costuma dar trabalho. O Furacão recebe o temido Boca Juniors, da Argentina. Esse será o terceiro duelo entre as duas equipes na Libertadores desse ano, já que os dois eram do mesmo grupo na primeira fase.

Na Sul-Americana, tem duelo brasileiro. Botafogo e Atlético Mineiro se enfrentam no Engenhão pelo jogo de ida das oitavas de final.

Data de publicação: 23 de Julho de 2019, 09:52h

10/08/2018

São Paulo encerra jejum com goleada em casa

Com casa cheia, Tricolor faz 4 a 0 em cima da Chapecoense

Tem receita melhor para terminar um jejum e retomar a confiança do que uma bela goleada? Foi o que o São Paulo fez na noite desta segunda-feira (22), em partida diante da Chapecoense no Morumbi, que fechou a 11ª rodada do Brasileirão. Depois de oito partidas sem vencer, a equipe tricolor venceu por quatro a zero.

Empurrado pela torcida que marcou boa presença, mais de 35 mil presentes, o Tricolor dominou o primeiro tempo, mas não era muito efetivo no ataque. E apesar das boas chances criadas, o São Paulo terminou o primeiro tempo sem balançar as redes da Chape.

Ciente de que mudanças eram necessárias, Cuca tirou Pato para a entrada do jovem Toró e Éverton no lugar de Luan. E em apenas 10 minutos, o torcedor do Tricolor viu uma das melhores apresentações do time no ano. De maneira avassaladora, Anthony abriu o placar aos 3 minutos após cruzamento de Everton. Aos 7, Toró pegou a bola na intermediária, avançou com tranquilidade e com muita categoria deu um chute colocado, sem chance para Tiepo. Aos 10, contando com o vacilo da zaga da Chape, Raniel roubou a bola de Gum e fez o terceiro do time da casa. Pouco antes do apito final, em uma jogada de velocidade, Igor Vinícius cruzou e Vitor Bueno fez de cabeça. Final, São Paulo quatro, Chapecoense zero.

O resultado fez o Tricolor do Morumbi pegar o elevador na classificação, saltando da 12ª para a 5ª posição na classificação. Enquanto isso, a situação da Chape continua complicada. A equipe catarinense está em 18º lugar, na zona do rebaixamento.

Data de publicação: 23 de Julho de 2019, 10:32h

10/08/2018

LIBERTADORES: Confrontos entre brasileiros e argentinos abrem oitavas de final

Atual campeão, River Plate recebe o Cruzeiro, enquanto o modesto Godoy Cruz tenta aprontar diante do Palmeiras

Em busca do sonho de conquistar a América, os times brasileiros voltam às atenções para as duas principais competições do continente neste meio de semana. 

Pela Libertadores, três partidas abrem nesta terça-feira (23) a fase de oitavas de final, duas delas envolvendo brasileiros e argentinos.

Rival na decisão do título de 1976, o River Plate, atual campeão, encara o Cruzeiro, às sete e quinze da noite, no Monumental de Núñez. Uma das forças do continente, o time argentino se tornou um verdadeiro bicho papão sob o comando do treinador Marcelo Gallardo. De 2015 para cá, são dois títulos de Libertadores, uma Sul-Americana e três Recopas.

O retrospecto do confronto, entretanto, deixa o torcedor celeste confiante. Em cinco encontros de mata-mata por competições da Conmebol, a Raposa levou a melhor em quatro. Bicampeão da Copa do Brasil, o clube mineiro quer fazer jus ao apelido de “besta negra” e eliminar o rival em busca do tri da América. Para o jogo desta terça, um desfalque importante será o do atacante Fred, fora por conta de uma crise de labirintite.

Sob pressão após ser eliminado na Copa do Brasil e perder a invencibilidade no Brasileirão, o Palmeiras vai até o estádio Malvinas Argentinas para o duelo diante do Godoy Cruz. Somado ao momento ruim vivido dentro de campo e à insatisfação do torcedor, a equipe alviverde enfrentou problemas de logística ao chegar no país vizinho. O desembarque de atletas e comissão técnica, previsto para a cidade de Mendoza, teve que ser alterado para Buenos Aires por conta de problemas meteorológicos. Apesar do contratempo e da mudança no planejamento inicial, a boa notícia para o palmeirense é que o adversário não é dos mais assustadores e ocupa apenas a décima quarto colocação no campeonato argentino. Mas é sempre bom ficar de olho. A bola rola às nove e meia da noite, horário de Brasília.

No mesmo horário, fechando os jogos desta terça, a LDU, do Equador, recebe o tradicional time paraguaio do Olimpia, tricampeão da Libertadores.

Vai ter brasileiro em campo também na Sul-Americana. Depois de perder para o Vasco no fim de semana pelo Brasileirão e terminar a rodada na zona de rebaixamento, o Fluminense vira a chave e viaja até o Uruguai para enfrentar o Peñarol. Para o time uruguaio, é a chance de se reerguer no cenário internacional, após sucessivos fiascos. Nesta temporada, por exemplo, o pentacampeão da Libertadores sequer passou da fase de grupos. O jogo no estádio Campeón Del Siglo está marcado para as nove e meia da noite, sempre no horário de Brasília.

Data de publicação: 22 de Julho de 2019, 09:26h

10/08/2018

Com “míssil aleatório”, Santos aproveita vacilo do Palmeiras e encosta na liderança

No clássico dos times de maiores torcidas do país, Fla e Timão ficaram no um a um.

Para quem diz que pontos corridos não têm graça, o Brasileirão está aí para mostrar que isso não é verdade. A 11ª rodada teve de tudo, desde gol contra do meio-campo até golaço que valeu a liderança.

Quem agora divide a ponta da tabela com o Palmeiras é o Santos, que foi até o Rio de Janeiro e venceu o Botafogo por um a zero. Em jogo quente, com uma expulsão para cada lado, o Peixe conquistou os três pontos graças a um golaço de Marinho, de fora da área, aos 29 minutos da segunda etapa. Chutaço que foi definido pelo próprio atacante como “mini míssel aleatório”. Essa foi a quinta vitória consecutiva do time de Jorge Sampaoli, que tem os mesmos 26 pontos do líder e fica atrás apenas no saldo de gols.

Se antes da Copa América o Verdão estava sobrando, nesta rodada a equipe perdeu a invencibilidade de 33 jogos no torneio nacional. Fora de casa, o Palmeiras, que entrou em campo com seu time titular, foi derrotado por dois a zero para o Ceará. Mateus Gonçalves e Leandro Carvalho marcaram na vitória do Vozão, agora 13º colocado.

Um jogo que deu o que falar foi entre Atlético Mineiro e Fortaleza, no Independência. O Galo começou na frente graças a um gol contra de Juninho, do meio-campo, em tentativa de recuo que encobriu o goleiro. Ainda no primeiro tempo, Cazares, de pênalti, aumentou a vantagem dos donos da casa. Na segunda etapa, veio a reação. De cabeça, Carlinhos descontou para o Leão. Até que os deuses do futebol reservaram um momento de redenção. Juninho, o mesmo do golaço contra, converteu pênalti e deixou tudo igual. Na comemoração, se emocionou e foi às lágrimas. Antes do apito final, a arbitragem assinalou pênalti para o Galo. O goleiro do Fortaleza, Felipe Alves, saiu como herói e defendeu duas cobranças, uma de Alerrandro e outra de Luan, após o juiz mandar voltar o pênalti. No jogo maluco da rodada, ninguém saiu vencedor. Atlético Mineiro dois, Fortaleza dois.

No clássico dos times de maiores torcidas do país, Corinthians e Flamengo também ficaram no empate. Em Itaquera, o Timão abriu o placar com Clayson, de pênalti. No fim da partida, Gabigol, artilheiro do campeonato com oito gols, deixou tudo igual. No lance, o árbitro Leandro Vuaden demorou mais de cinco minutos para validar o gol rubro-negro, após consulta ao VAR. A equipe paulista estacionou na nona posição, enquanto o Fla perdeu a chance de encostar na liderança e se manteve na terceira posição, cinco pontos atrás de Palmeiras e Santos.

No jogo de pouca inspiração e raras chances de gol, Goiás e Avaí ficaram no zero a zero, na Ressacada. O time catarinense segue sendo o único que ainda não venceu após 11 rodadas e segura a lanterna do Brasileirão, com apenas cinco pontos. O Esmeraldino aparece em oitavo lugar, com 16 pontos.
No sábado, quem voltou a vencer um clássico no Rio foi o Vasco. Em São Januário, o Gigante da Colina bateu o Fluminense por dois a um, de virada. O Tricolor até saiu na frente com Pedro, na primeira etapa. Após o intervalo, aos 11 minutos, Digão foi expulso. Pouco tempo depois, o zagueiro vascaíno Leandro Castán empatou. Aos 30, Frazan matou uma chance clara de gol ao segurar Yago Pikachu e também foi para o chuveiro mais cedo, deixando o Flu com dois a menos em campo. Na cobrança de falta, Bruno César guardou o dele e decretou a vitória cruzmaltina. Com o triunfo, o Vasco subiu para a décima quinta posição e empurrou o rival das Laranjeiras para a zona de rebaixamento.

Em Porto Alegre, Internacional e Grêmio empataram em um a um. Os times entraram em campo com equipes alternativas, já que entram em campo pela Libertadores neste meio de semana. Paulo Miranda, contra, abriu o placar. No segundo tempo, Luan deixou tudo igual. O Colorado ocupa a quinta posição na tabela, enquanto o Tricolor está em décimo.

Em Salvador, o Bahia não conseguiu vencer o time reserva do Cruzeiro e saiu sob vaias do torcedor. Com o empate por zero a zero, o Tricolor de Aço aparece na décima primeira posição. Já a Raposa está a um passo da zona da degola, no décimo sexto lugar.

O Athletico Paranaense quebrou o tabu e venceu a primeira partida fora de casa na temporada. Mesmo com o time reserva, o Furacão atropelou o CSA, em pleno Rei Pelé, por quatro a zero. A vitória maiúscula levou a equipe de Tiago Nunes ao sexto lugar, enquanto os alagoanos aparecem na penúltima posição.

Nesta segunda-feira, uma partida encerra a rodada de número 11. Há cinco jogos sem vencer, o pressionado São Paulo recebe a Chapecoense, que tenta sair da parte de baixo da tabela. Os times entram em campo no Morumbi, às oito da noite, horário de Brasília. 

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


web rádio impacto futebol clube 90.4

campeonato e competição e aqui !

Peça Sua Música


Anunciantes